Aventuras no Parque Alberto

Voltamos galera, e vamos voltar falando sobre a corrida que tivemos neste final de semana (15/03) em Melbourne Austrália, uma corrida que só não foi mais chata porque ainda tivemos um acidente na largada, uma pequena briga entre alguns pilotos e só, uma corrida que começou com incríveis 15 carros terminou com 11.

Quem ve pensa que  a corrida foi boa...

Quem ve pensa que a corrida foi boa…

Não tem como falar sobre a última corrida sem falar da ótima transmissão da emissora responsável no Brasil, afinal, que raios foi aquilo!? Ou eles acharam que ninguém ia assistir, ou queria expulsar de vez quem começou a assistir, eles simplesmente deixaram de mostrar por exemplo, quando Magnussen saindo dos boxes explodiu seu motor e nem sequer comentaram o caso, mas valá, quase ninguém estava assistindo ainda, mas enfim, o que importa é que transmitiram a corrida na íntegra, com comentários inúteis dos convidados de Galvão Bueno, mas fazer o que…é o que tem pra hoje.

Desse jeito vai ficar difícil renovar o seguro...

Desse jeito vai ficar difícil renovar o seguro…

Mas enfim, começamos a corrida, com 15 dos que 20 que deveriam largar. A Manor Marussia sequer conseguiu ligar os carros para a classificação, Bottas não pode correr devido a uma lesão nas costas, Magnussen coitado, saiu dos boxes e simplesmente explodiu o motor e pra fechar, Kvyat quebrou o câmbio também na volta de instalação, só aí já temos uma ideia de como seria “boa” a corrida.

E Magnussen só saiu dos boxes para dar trabalho aos comissários de pista

E Magnussen só saiu dos boxes para dar trabalho aos comissários de pista

Ascendem as luzes vermelhas e ao apagar das mesmas, logo na primeira curva, Vettel da-lhe uma fechada em Raikkonen que fica para trás, vai buscar um caminho por fora, e ao voltar, atrapalha Nasr que atrapalha Maldonado e aí, bem, atrapalhou Maldonado, só pode dar ruim, e foi o que aconteceu, Maldonado roda, acerta o muro e…entra o Safety Car e com isso, Grosjean acabou abandonando também. Na saída do carro de segurança, relargada normal, com apenas 13 carros e as Mercedes abriram larga vantagem a frente e sumiram e então o que tivemos de mais emocionante foi Button defendendo a penúltima posição contra Hulkenberg e com muita dificuldade, e no briga-briga dos dois, Button deu um chega pra lá no Hulk que o lhe fez dar um giro na pista fenomenal, mas mesmo assim, ele chegou  atrás de Button novamente(muitas voltas depois diga-se) e conseguiu abocanhar a posição para si.

E Button teve uma corrida forever alone...

E Button teve uma corrida forever alone…

No meio da corrida Max Verstappen estourou o motor de sua Toro-Rosso, e o que tivemos depois disso!? Praticamente nada, apenas Ricciardo tentando chegar perto de Felipe Nasr, mas sem nem ao menos esboçar qualquer chance de tentar alguma ultrapassagen, e depois Massa tentando também sem sucesso ultrapassar Vettel, mas também nadou, nadou, nadou e só.

Perto do final da corrida tivemos Raikkonen abandonando a corrida por uma roda solta, o que eu acredito na verdade é que nem a roda queria correr ou Raikkonen saiu do box antes de prenderem a roda corretamente porque nem ele aguentava mais essa corrida chata.

Preparem-se, pois pelo visto, esta imagem se repetirá diversas vezes durante o ano...

Preparem-se, pois pelo visto, esta imagem se repetirá diversas vezes durante o ano…

E assim termina a corrida, com apenas 11 carros, as Mercedes estão se mostrando imbatíveis novamente, a Ferrari nessa corrida foi a melhor do resto, e a McLaren pelo jeito está pensando seriamente se deveria continuar usando os motores Honda, porque sinceramente, preferia ter abandonado a corrida a ter que chegar em último.

Publicado em Corridas F1, Sem graça | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Estamos de(novo) volta!(?)

Eis que o blog hoje ressurge das cinzas, ou pelo menos assim tenta, pois acabei sumindo, nos últimos meses(na verdade, o blog ia fazer um ano que estava parado) acabei sumindo, tive imensas e repetidas mudanças em minha vida, neste tempo aconteceram coisas boas e coisas ruins, mas pelo menos aconteceu alguma coisa! Quem acessa, ou acessava, quem curtia o blog ou não, eu peço desculpas por isso, enfim, chega de desculpas, afinal este blog não é sobre minha vida pessoal, e dessa vez vamos no famoso “agora vai” e vamos ver se vai dar certo! E só o tempo irá dizer se “agora vai” ou não!

Bom, de inicio, voltarei com minhas crônicas pós corridas, falarei de um jeito mais comico e menos sério, os textos diminuirão um pouco também de tamanho, para ver se consigo postar com mais frequência e para que fiquem mais a vontade para ler.

Outras ideias estão surgindo, com o tempo, se tudo der certo, as coisas irão aparecendo e eu vou lhes informando.

Espero que tenha meus leitores de volta, e espero que gostem das mudanças.

Publicado em Carros, Corridas F1, Desabafos | Marcado com , , , | Deixe um comentário

E na Malásia…

Fiquei a semana toda pensando em como falar sobre a corrida deste final de semana, mas não tem como falar dela, não teve momentos “especiais” nem ao mesmo uma briga em que pudéssemos falar dela e nenhum piloto se destacou, sendo assim, apenas um breve resumo da corrida teremos aqui e alguns pontos que achei interessante marcar para vocês.

Na largada até que parecia que a corrida ia ser boa...

Na largada até que parecia que a corrida ia ser boa…

Mercedes começa o campeonato imbatível, mas a Red Bull já cheira o seu cangote, Vettel em terceiro com Ricciardo que só não terminou por causa das múltiplas cagadas de sua equipe, mostraram que o touro acordou e agora está gritando nas ruas por um motor melhor da Renault, este parece ser o único empecilho de resultados melhores para o atual time campeão levar o caneco de novo.

E Vettel estava pensando: "Curti ae, logo, logo eu to de volta..."

E Vettel estava pensando: “Curti ae, logo, logo eu to de volta…”

Ferrari vem ali, tentando se mostrar igual ao que fez no final do ano passado, virou terceira força do campeonato e ainda conseguiu um resultado digno por causa do asturiano num esforço incalculável conseguiu levar o carro vermelho a quarta posição mais uma vez, numa bela busca atrás de Hulkenberg culminando numa bela ultrapassagem e tendo a sorte de contar mais uma vez com o azar de Ricciardo. Já Raikkonen, reza a lenda de que nem se preocupou em correr, ficou a corrida toda pilotando o carro tomando um sorvete.

Um paragrafo especial para Hulkenberg, que está mostrando que é piloto demais para carros de menos, com uma Force Índia que não tem tanta força assim se assemelha a Alonso, luta com o máximo de garra e força para levar o carro onde dá. Assim como muitos já disseram, eu também vou dizer, deem um carro melhor para o garoto, ele merece.

Na Williams ficou claro um dilema, de quem vai ser o piloto “número 1”, ao final da corrida surgiu uma nova polemica, Bottas era mais rápido que Massa, e o brasileiro foi lá, segurou o finlandês, acelerou e tirou a vantagem e mostrou para o time que não era tão rápido assim. Não vou falar da polemica e vou falar apenas uma coisa: Se Massa quer mesmo mostrar serviço, que faça mais ultrapassagens, sinceramente acho que ele ficou preso atrás de Button a toa, mas, eles são os pilotos, se Bottas chegou, que também mostrasse que era bom piloto e passasse Massa mesmo assim, não tem que ficar pedindo passagem. Achei putaria e brincadeira de criança dos dois pilotos.

Eaí...quem realmente estava mais rápido!?

Eaí…quem realmente estava mais rápido!?

Falando em McLaren, Magnussem ainda esta arrependido pelo toque em Raikkonen, mas o garoto mostrou que é bom de volante, errou tocou em Raikkonen, pediu desculpas e mostrou que não é tão ruim assim. Button até tentou alguma coisa, mas o carro da McLaren claramente não estava tão bem assim na Malásia.

Enquanto isso na turma do fundão… Toro Rosso sofre assim como a Red Bull com os motores Renault. Force Índia está amargando a contratação de Perez, pelo menos este trouxe um bom dinheiro para a equipe, na Sauber, coitados sofrem com peso do carro, com a falta de dinheiro, com pilotos fracos, tá feia a coisa mesmo. A Lotus também sofre, mesmo com Grosjean como um bom piloto, o 13 de Maldonado tá azarando mesmo a equipe, pelo menos terminaram a corrida. De resto, é resto mesmo, Max Chilton terminou mais uma corrida, e entra para a história como maior piloto a terminar em último consecutivas vezes e a Caterham pelo menos apareceu com Ericsson fodendo todo mundo que queria ultrapassa-lo e Kobayashi o imitando.

Publicado em Corridas F1, Pitacos | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

A corrida do parquinho

Depois de um tempo abandonado às moscas, nada melhor que a F1 para voltar escrever, se alguém ainda lê este blog, aqui vai a opinião de um aficionado por automobilismo!

Sinceramente não sei mesmo se alguém ainda visita este blog, vamos tentar né? Não custa! Como encontrar amantes do automobilismo está cada dia mais difícil minhas palavras ficam aqui neste mundão da internet.

Quem não estava com saudades deste logo lindo

Quem não estava com saudades deste logo lindo

Enfim, vamos ao Grande Prêmio da Austrália, uma corrida que sinceramente acho que todos esperariam muito mais, mas um fato deve ser visto, ninguém sabia ao certo todo o potencial dos carros e era esperada alguma cautela de todas as equipes, afinal, novos carros, novos motores, novo tudo, e a classificação com chuva no sábado deu uma embananada em tudo, mas ainda está difícil ter ideias de como vai ser o campeonato. Foi uma corrida um pouco morta com meio que uma procissão, apenas Bottas deu uma emoção para quem assistiu a corrida, mas não foi de todo mal, só o ronco dos carros, que pessoalmente não gostei, senti saudades do ronco agudo dos V8, mas vamos lá né, acho que vamos ter que nos acostumar.

Eaí vemos o pulo do gato de Rosberg na largada

Eaí vemos o pulo do gato de Rosberg na largada

Rosberg levou a corrida de ponta a ponta, dominou com larga vantagem e em nenhum momento chegou a ser ameaçado, o único que poderia dar algum trabalho a ele seria Hamilton, que teve de abandonar a corrida devido a problemas no motor. Falar de Rosberg inclusive é até meio difícil, já que mal foi mostrado na transmissão da corrida, somente na largada, quando parava nos boxes e no final da corrida para vermos a bandeira quadriculada.

Na frente Rosberg pulou e de lá não saiu mais!

Na frente Rosberg pulou e de lá não saiu mais!

Falar do segundo colocado fica difícil, seria Ricciardo, que por uma cagada da Red Bull foi desclassificado, falemos então do novato Kevin Magnussen, que fez uma boa primeira corrida, e logo na estreia conseguiu um pódio, e na classificação também debutou vários pilotos, guiando belamente na chuva. Button também não decepcionou, viu a oportunidade de parar cedo, e no bote conseguiu arrematar a quarta posição da corrida para de lá não sair mais. Foi muito bem beneficiado na desclassificação de Ricciardo e acabou levando a terceira posição no final.

Olha a alegria do garoto ao conseguir um pódio em sua primeira corrida!

Olha a alegria do garoto ao conseguir um pódio em sua primeira corrida!

Alonso em quarto mostrou o real potencial da F14T, uma draga novamente, Alonso mostrou apenas sua capacidade como piloto, guiando aquele carro vermelho ao extremo e mostra como nasceu com sorte na vida, não fosse o erro de Bottas, teria sido engolido fácil pelo finlandês que vinha arrebentando. Voltando a Ferrari, Alonso mostrou a dificuldade do carro para andar bem, ficando atrás de Hulkenberg por boa parte da prova, o asturiano somente conseguiu ganhar a posição do alemão no último pit stop. Raikkonen, sétimo, também mostrou grande dificuldade para segurar o carro na pista, sofrendo com esses novos freios traseiros eletrônicos, o senhor dos sorvetes errou várias vezes no mesmo ponto, entregando uma posição para Bottas, e somente conseguiu uma ultrapassagem quando então Vergne errou no mesmo ponto que ele.

E parece que de novo o carro da Ferrari é uma draga

E parece que de novo o carro da Ferrari é uma draga

Finalmente falando de Bottas, vemos quanto o carro de Sir. Frank Williams é bem nascido e quão bom é o finlandês, mas que ainda precisa ser lapidado, a lambida no muro é prova de que o piloto precisa de mais um pouco de amadurecimento, mas guiou bem, vinha bem até pegar o muro, depois de ter caído para o final do pelotão, escalou tudo novamente para terminar em quinto, posso estar sendo otimista demais, mas acredito que o garoto conseguiria um pódio. Massa infelizmente foi abalroado na traseira logo na largada, saiu putinho do carro, gritando a Deus e o mundo para que a FIA punisse o japonês que disse que seus freios falharam. Aposto que Massa gritou “Puta que pario, pisa no freio zéééé…”

Kobayashi não negou as raízes...

Kobayashi não negou as raízes…

Hulkenberg mostrou novamente sua capacidade frente a pilotos de ponta, ele não se intimidou e somente perdeu a posição para Alonso na parada dos boxes, mas acontece, o piloto guiou muito bem e a sexta posição foi menos do que ele poderia mostrar. Falta ainda um carro melhor para ele. Perez mal apareceu na transmissão não fez boa classificação e muito menos corrida.

E o povo clama por um carro melhor para Hulkenberg

E o povo clama por um carro melhor para Hulkenberg

Vergne terminou em oitavo, não fosse o erro nas voltas finais conseguiria terminar a frente de Raikkonen, mas fora isso, guiou bem e o carro da Toro Rosso não foi mal nascido não, tanto é que o novato Kvyat também entrou na zona de pontos, um ótimo resultado para um estreante.

E Kvyat conseguiu quebrar o recorde de piloto mais jovem a pontuar em um GP

E Kvyat conseguiu quebrar o recorde de piloto mais jovem a pontuar em um GP

Fora dos pontos ficaram as duas Sauber, e a Marussia de Chilton que ficou na #13 e última posição, equipes também que mal apareceram na transmissão. Daniel Ricciardo como citado acima foi desclassificado da corrida após uma inspeção da FIA ter detectado que o carro do australiano excedeu o limite do fluxo de combustível e também pela equipe ter trocado a peça em regime de parque fechado. Vettel, Hamilton, os dois pilotos da Lotus, Bianchi e Ericsson abandonaram a corrida devido a problemas em seus motores e Kobayashi deu uma panca na traseira de Massa que ambos ficaram desnorteados, Massa ainda saiu de seu carro chamando Kobayashi para a briga, mas Koba disse que só queria paz e amor.

Kobayashi só pode dizer um: "Foi mal aê..."

Kobayashi só pode dizer um: “Foi mal aê…”

Publicado em Corridas F1, Desabafos, Pitacos | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Retrospectiva Café & Auto (2)

Seguindo a Retrospectiva Café & Auto, vou falar agora sobre dois campeonatos que não consegui acompanhar muito de perto, consegui ver apenas uma corrida aqui e outra ali, o que não quer dizer que não tivemos campeonatos mortos, então vamos lá.

Jimmie Johnson levou mais um campeonato no bolso

Jimmie Johnson levou mais um campeonato no bolso

Vamos falar primeiro sobre a Nascar, o campeonato de turismo norte americano, com uma ótima temporada, tivemos Jimmie Johnson como campeão, agora hexacampeão do certame, ele que passou perto do título em 2012 está a apenas um título para entrar no hall dos maiores campeões da Nascar. Johnson conseguiu o título devido a boa campanha feita durante todo o campeonato e chegou na última etapa precisando terminar apenas em 23°, e mesmo depois de um toque em uma relargada, terminou a corrida na nona posição. Jimmie Johnson também teve uma ótima campanha para chegar ao título, com 6 vitórias, 16 top-5 e 23 top-10. Depois de 36 provas, Johnson terminou o campeonato com uma vantagem de 19 pontos para Matt Kenseth e 34 para Kevin Harvick. Kyle Busch terminou o campeonato em quarto 55 pontos atrás do líder e Dale Earnhardt Jr. fechou o campeonato na quinta posição. Outra notícia muito comentada sobre a Nascar foi a despedida de Montoya dos carros de turismo, ele que na verdade foi demitido, já que o piloto ultimamente não passava de um piloto mediano não trazendo muitos resultados para sua equipe.

A vitória de Tony Kanaan nas 500 Milhas de Indianapolis foi certamente o ponto alto do campeonato

A vitória de Tony Kanaan nas 500 Milhas de Indianapolis foi certamente o ponto alto do campeonato

Assim como a Nascar, também tenho pouco a falar sobre a Fórmula Indy, apesar de ter sido também um ótimo campeonato. Vimos Tony Kanaan finalmente ganhar a famosa 500 Milhas de Indianapolis, em uma grande e emocionante corrida, uma vitória que finalmente veio, com uma equipe que não era de ponta, Kanaan alcança o feito depois de muita luta e garra. Outra grande mudança também foi o anuncio de Juan Pablo Montoya de volta a Indy pela Penkse, depois de ser chutado da Nascar, o colombiano volta com tudo em cima.  O campeonato teve seus pontos fortes e fracos, alguns acidentes espetaculares, como o de Dario Franchitti que acabou resultando em sua aposentadoria. Franchitti acabou alçando voo após um toque no carro de Takuma Sato na etapa de Houston, sofrendo várias lesões e ainda em recuperação, o piloto optou por encerrar sua carreira seguindo o conselho de seus médicos. Mas os verdadeiros protagonistas do campeonato foram mesmo Scott Dixon e Helio Castroneves numa briga intensa pelo título da categoria e Castroneves que nas últimas rodadas teve vários problemas, e viu toda sua vantagem em pontos serem reduzidas fazendo com que o brasileiro terminasse mais uma vez com o vice-campeonato.

E não podemos esquecer de Dixon como grande campeão da Indy 2013

E não podemos esquecer de Dixon como grande campeão da Indy 2013

Publicado em Desabafos, Indy, Pitacos | Marcado com , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Retrospectiva Café & Auto (1)

Começando a série de retrospectiva automobilística e seguindo os mesmos moldes da série “Quando Começa”, falo neste post sobre as temporadas que pude acompanhar de mais perto, falo da F1 e o WEC, que este ano tiveram um ótimo campeonato, com belas corridas e inclusive consegui ver o WEC de perto na etapa de Interlagos e sim, foi maravilhosa.

Vamos ver o que aconteceu no mundo do automobilismo em 2013?

Vamos ver o que aconteceu no mundo do automobilismo em 2013?

Então vamos lá, vamos começar falando sobre a F1, que este ano foi mais agitada nas notícias do que nas corridas em si. Neste ano tivemos a despedida dos motores V8 para a introdução dos novos V6 em 2014, outras movimentações também foi dos pilotos, tivemos a despedida de Mark Webber da F1, que em 2014 vai para o WEC correr pela Porsche que volta ao campeonato mundial de Endurance, tivemos também Felipe Massa se despedindo da Ferrari e fechando com Williams, outras trocas de lugares também foi Raikkonen voltando para a Ferrari, Maldonado fechando com a Lotus, Hulkenberg voltando para a Force Índia, a Red Bull promovendo Daniel Ricciardo, a Toro Rosso promovendo Daniil Kvyat recém campeão da F3 e a McLaren promovendo o novato Kevin Magnussen para pilotar ao lado de Jenson Button.

Vimos o Tetra do Vettel

Vimos o Tetra do Vettel

Já as corridas em si, não há muito o que falar, tivemos a primeira parte do campeonato até que meio agitada, com a Mercedes andando muito bem em ritmo de classificação fazendo diversas poles seguidas, mas sem muito ritmo para vitórias, conseguindo apenas uma vitória com Rosberg e outra com Hamilton. Ainda no começo do campeonato também logo na primeira corrida em que Raikkonen venceu, a Lotus parecia que vinha bem forte para o campeonato deste ano, mas depois começou a sucumbir, conseguindo se recuperar apenas na parte final do campeonato. A Ferrari mais uma vez se viu com um carro inconsistente, onde conseguiu apenas uma vitória na Espanha com Alonso e depois começou a perder ritmo de uma maneira horrível, conseguindo dar a Alonso apenas o vice campeonato e viu também o vice de construtores escapar de suas mãos nas últimas provas do ano por causa de seu ritmo inconsistente. Vimos também a McLaren ter uma das piores temporadas dos últimos tempos, e não conseguindo sequer ao menos um pódio, uma temporada horrível. Um dos nomes da segunda metade da temporada também foi Nico Hulkenberg, que em várias corridas ficou a frente de carros muito mais rápidos conseguindo ótimos resultados para a Sauber, é uma pena nenhuma equipe grande ter contratado ele. E claro, temos a Red Bull, mais uma vez campeã, Vettel leva seu quarto título seguido na carreira e a Red Bull leva o quarto título de construtores, o única coisa chata do quarto título de Vettel foi apenas sua hegemonia que não permitiu nenhum de seus adversários sequer chegar perto de desafia o alemão, que logo após a volta das férias da F1 venceu de ponta a ponta em todas as últimas 9 corridas do ano, feito que deu a ele o recorde de vitórias seguidas em um temporada e também fez com que o alemão igualasse o recorde de outro alemão, o de Schumacher, com 13 vitórias em um mesmo campeonato.

Vimos a aposentadoria de Webber e a temporada de dança das cadeiras dos pilotos mais agitada que as próprias corridas

Vimos a aposentadoria de Webber e a temporada de dança das cadeiras dos pilotos mais agitada que as próprias corridas

Sobre o WEC também não tivemos uma temporada muito diferente da temporada de 2012, tivemos um domínio quase que absoluto da Audi, que venceu nas 24 Horas de Le Mans, conquistou o campeonato de construtores com três rodadas de antecedência e o de pilotos com uma rodada de antecedência com o trio Allan McNish, Loic Duval e Tom Kristensen, ou seja, não deu chance para a Toyota que pouco ameaçou a Audi durante o campeonato. A Toyota cometeu um grande erro no começo do campeonato ao inscrever para a maioria das corridas apenas um carro, e Audi inscreveu 2 carros para todo o campeonato, ficando assim mais difícil para a Toyota conseguir bater a Audi. A briga mesmo da Audi foi contra ela mesma entre seus pilotos, onde os trios do carro #1 e #2 brigaram fortemente mas quem acabou levando o título mesmo foi o trio do carro #2. Na LMP2, quem levou o título foi a OAK Racing com dois carros ficou fácil para levarem o título. Na LMGTE-PRO quem levou o título foi a AFCorse, num briga intensa junto com a Aston Martin que este ano contou com Bruno Senna que devido a algumas falhas durante o campeonato acabou dificultando a vida do time para competir com o time vermelho. E na LMGTE-AM quem leva o título foi a 8 Star Motorsport com uma pequena diferença, apenas 3 pontos em cima da Aston Martin.

A emblemática vitória da Audi em Le Mans, a emoção do escocês Tom Kristensen ao falar de seu compatriota que faleceu durante a corrida, foram as coisas mais lindas que já no automobilismo

A emblemática vitória da Audi em Le Mans, a emoção do escocês Tom Kristensen ao falar de seu compatriota que faleceu durante a corrida, foram as coisas mais lindas que já no automobilismo

No WEC infelizmente não tivemos apenas alegrias, infelizmente nas 24 Horas de Le Mans, tivemos a morte do piloto escocês Allan Simonsen com apenas 10 minutos de prova, num acidente trágico ainda na segunda volta da corrida. Como disse na ocasião Motorsport is Dangerous, infelizmente acontece, faz parte do show, e com certeza seu nome será sempre lembrado.

E aqui vai a singela homenagem deste blog a Allan Simonsen

E aqui vai a singela homenagem deste blog a Allan Simonsen

Publicado em Carros, Corridas F1, Desabafos, Le Mans, Quando começa!?, WEC | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Retrospectiva Café & Auto

Finalmente chegamos a dezembro, com o final do ano entramos naquela famosa fase de tédio e estagnada no automobilismo, como a maioria dos campeonatos já terminaram, não há mais o que assistir, não há mais assuntos sobre comentar no mundo do esporte a motor, o que temos a fazer para matar a sede pelo ronco dos motores, pelo barulho de pneu queimando o asfalto é apenas assistir vídeos no youtube de corridas que ainda não assistimos, ou até mesmo matar a saudade daquela melhor corrida do ano daquele campeonato que você mais gosta.

O problema de procurar as corridas, é o fato de qual corrida assistir, já que este ano tivemos várias corridas muito boas em diversos campeonato pelo mundo a fora e no começo do ano ainda, uma de minhas promessas foi tentar mostrar para vocês o resultado de vários campeonato, só que uma virada na minha vida infelizmente mudou tudo e o que aconteceu é que nem a F1 eu consegui acompanhar muito de perto, deixando este blog meio as moscas e realmente abandonado com raras postagens. Confesso que estou tentando, mas infelizmente não posso prometer, mas garanto que vou tentar o máximo possível.

Agora chega de enrolação, para não ser apenas mais um post de desculpas, como muitos foram ultimamente, vamos falar então dos resultados de como ficou o mundo do automobilismo depois de mais uma temporada. Para isso, estarei começando uma série de posts com meio que uma retrospectiva de cada campeonato, mas como há inúmeros campeonatos automobilísticos neste mundo a fora, vamos relembrar de uma outra série de postagens que fiz no começo do ano o “Quando começa” e vou falar dos campeonatos citados nesta série de postagens, já estou preparando o material e logo começo a série. Até mais galera.

Ah, mais uma coisa, antes de saírem, deem uma olhada neste vídeo, que mostra como automobilismo não é somente um monte de carros correndo em círculos.

Publicado em Corridas F1, Desabafos, Quando começa!? | Deixe um comentário